Seguidores

GENTE BONITA

Aos Amigos Poetas
No mundo das palavras soltamos nossos sentimentos. Amamos somos amados, somos amantes apaixonantes e apaixonados. Somos um pouco de tudo e temos um pouco de todos.
- Autoria: Rica Almada

Translate

Pesquisar este blog

Carregando...

domingo, 29 de março de 2015

segunda-feira, 9 de março de 2015

IMAGINÁRIO PERFEITO

http://perfumeedesejo.blogspot.com/2015/03/imaginario-perfeito.html  Quem    é   você     que     está   na      minha     imaginação? Quem é você  que me    faz tão bem?! Não vejo teu rosto,  mas consigo   tocá-lo. Não   tenho teu corpo, mas materializo e o coloco da  forma que me satisfaz.  Todos os dias te  tornas  mais fascinante. Quem é você?! És  o desejo; a     satisfação    que    inebria o    corpo.   Tamanho é meu o prazer;  que  pergunto todos  os dias!... Meu íntimo não quer obter  resposta; pois  podes ser quem eu quiser! Você! Só pergunto, quando toco-me e desmancho-me  de prazer. Neste momento sei quem   você é !És meu  imaginário  perfeito.     *Prosa Poética de nº. 75. (Imaginário Perfeito)*   Autoria: Rica Almada Direitos Autorais protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/98
http://perfumeedesejo.blogspot.com/2015/03/imaginario-perfeito.html

Quem    é   você     que     está   na      minha     imaginação? Quem é você  que me    faz tão bem?! Não vejo teu rosto,  mas consigo   tocá-lo. Não   tenho teu corpo, mas materializo e o coloco da  forma que me satisfaz.  Todos os dias te  tornas  mais fascinante. Quem é você?! És  o desejo; a     satisfação    que    inebria o    corpo.   Tamanho é meu o prazer;  que  pergunto todos  os dias!... Meu íntimo não quer obter  resposta; pois  podes ser quem eu quiser! Você! Só pergunto, quando toco-me e desmancho-me  de prazer. Neste momento sei quem   você é !És meu  imaginário  perfeito.

  
*Prosa Poética de nº. 75. (Imaginário Perfeito)* 
 Autoria: Rica Almada
Direitos Autorais protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/98

JULGÁ-LAS! JAMAIS.

" Homenagem a todas às mulheres..."
- Lei nº11.340 -".
Não pode isto, não pode aquilo, não pode! Por que não pode? Por que não! Pode sim! O medo acabou. É hora de recomeçar, colocar uma pedra no passado. Às brechas que insistem, delas é tirar coisas positivas. Assim começa outra história e não é ficção. Ela vem sem medo de dizer o que foi proibido. Mostra-se da maneira que para muitos, é vulgar, mas na pele as marcas de nunca ter sido. E mesmo que o fosse, seria seu momento de entrega no que acreditava ser amor, amar, renuncia. Agora dá gargalhadas, sem ser debochada; se mostra abertamente, sem ser vulgar; diz teus palavrões, com palavras doces, é expressiva no seu eu; sou ela; sou sua; sou tua. Ela é livre! Isto é o que importa. Marcas, ela conhece e não inventa. Seu maior desejo é ver, ouvir ou ler esta verdade em outras mulheres... Mesmo que demore! A liberdade de se expressar chegará um dia ao alcance de todas. Que estas, tragam consigo o orgulho de ter sobrevivido para pode contar. Dando a cara para bater! Pois ela sabe o sentido de cada palavra e frase que escreve.

Sua verdadeira história. E vamos em frente!...

- Autoria: Rica Almada